MIG e MAG (solda)

 MIG e MAG (soldagem)

  O princípio da solda Mig e Mag consiste em introduzir um fio de metal na tocha, fio esse que é fundido no arco elétrico. O arame de soldar desempenha duas funções: por um lado é o eletrodo que conduz a corrente, por outro, é também, em simultâneo, o material de adição a ser introduzido na soldadura.

  O gás de proteção que flui através do bocal da tocha protege o arco elétrico e o material em fusão, podendo o mesmo ser inerte (MIG) ou ativo (MAG). Os gases inertes, tais como Argon e o Hélio, não entram em reação com o material em fusão. Por outro lado, os gases ativos, não só interferem no próprio arco elétrico, como também reagem com o material em fusão. Um exemplo de ativo é o Argon, com uma pequena parte de Dióxido de Carborno ou Oxigênio. A componente ativa tem influência, por exemplo, sobre a penetraçao e/ou a temperatura do banho de fusão.

  MIG (Metal Inert Gás)

  É denominado MIG o processo de soldagem utilizando gás de proteção quando esta proteção utilizada for constituida de um gãs inerte, ou seja, um gás normalmente monoatômico como Argônio ou Hélio, e que não tem nenhuma atividade física com a poça de fusão.

  Este processo foi inicialmente empregado na soldagem do alumínio e o termo MIG ainda é uma referência a este processo.

  MAG (Metal Active Gás)

  Quando a proteção gasosa é feita com um gás dito ativo, ou seja, um gás interage com a poça de fusão (normalmente CO2) o processo é denominado MAG.

Vantagens

  O processo MIG e MAG apresenta várias vantagens em relação a outros processos de soldagem por arco elétrico em baixa ou alta produtividade como eletrodo revestido, arco submerso e TIG. Veja as vantagens abaixo:

>não há necessidade de de remoção de escoria;

>não há perdas de pontas como no eletrodo revestido;

>Tempo total de execução de soldas de cerca da metade do tempo se comparado ao eletrodo revestido;

>Alta taxa de deposiçao do metal de solda;

>Alta velocidade de soldagem;

>menas distorções nas peças;

>Largas aberturas preencidas ou amanteigadas facilmente, tornando certos tipos de soldagem de reparo mais eficientes;

>baixo custo de produção;

>Soldagem pode ser executada em todas as posições;

>o processo pode der automatizado;

>Soldas de excelente qualidade;

>Facilidade de operação.

Limitações

>regulagem do processo bastante complexa;

>não deve ser utilizado em presença de corrente de ar;

>probabilidade elevada de gerar porosidade no cordão de solda;

>produção de respingos;

>manutenção mais trabalhosa;

>Alto custo do equipamento.

                                                                                                                        Por : Leandro gorne e Sales

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s